O mercado de trabalho para esse profissional está em expansão devido ao crescimento da conscientização ambiental da população e a cobrança das autoridades para que indústrias dos mais variados setores adotem ações de sustentabilidade. Assim, o engenheiro ambiental e sanitarista pode trabalhar em consultorias para a emissão de licenças; no setor privado, na gestão ambiental de uma indústria; e no setor público, em secretarias estatuais e municipais do meio ambiente e agências reguladoras.