Cursos da UniNorte implantam fábrica de sabão sustentável na Casa Mamãe Margarida

  • Compartilhar
Terça-feira, 10 de Janeiro de 2017 às 09h48

projeto ecobao

Alunos dos cursos de Gestão da Qualidade, Marketing e Logística da UniNorte, ambos do 2º período, implantaram uma fábrica de sabão ecologicamente sustentável na Casa Mamãe Margarida. A ação faz parte do Projeto “Ecobão”, um trabalho interdisciplinar que teve como objetivo gerar renda a organizações não governamentais.

O processo foi divido entre os três cursos e funcionou assim: as turmas de Gestão da Qualidade implantaram a fábrica de sabão, além do treinamento para as pessoas da CMM que irão trabalhar na produção do sabão.

ecobao-42

Já as turmas de Logística projetaram o almoxarifado, a aquisição de insumos, o recolhimento do óleo e também desenvolveram fornecedores permanentes, junto com o canal de distribuição. E para finalizar o processo, os alunos de Marketing criaram a marca e os 4P’s do Ecobão.

O professor responsável por coordenar a atividade, Nixon Queiroz, relata que o projeto estimula novas formas de ensino entre os alunos. “A metodologia ativa de projetos, o conceito de tecnologia social e a sustentabilidade ecológica são as ferramentas que nós utilizamos no processo de aprendizagem dos nossos alunos”, destacou.

ecobao-41

Para Laudjhonson Almeida, que é aluno de Gestão da Qualidade, foi satisfatório conseguir conciliar a teoria da sala de aula com a prática no projeto. “Todo trabalho desenvolvido na Casa Mamãe Margarida e a nossa interação fez com que abríssemos os olhos de forma mais ampla em relação ao o que é ser humano e como podemos apoiar ações sociais como essa”.

A fábrica está equipada com: mesas de inox, estantes, baldes, formas de madeira, luvas de borracha, máscaras de gases, avental, mangotes, óculos protetores, filme para embalagem do produto, 250 Kg de soda cáustica, 20 Lt de Lauril, 5 kg de corante, entre outros materiais.

projeto ecobao

Todos os equipamentos foram doados pelos alunos e pela UniNorte. O projeto continua a todo vapor junto a Casa Mamãe Margarida.

Por que a Casa Mamãe Margarida?

A casa não possui doadores permanentes para a subsistência. Por isso, ela foi escolhida, para que o projeto possa oportunizar a renda e a manutenção da casa.