O profissional que tem curso superior em Educação Física quando bem qualificado encontra diversas oportunidades no mercado de trabalho.

Na licenciatura pode atuar como professor em escolas, na Educação Infantil, no Ensino Fundamental e no Ensino Médio.

No bacharelado pode trabalhar com orientação de atividades físicas em academias de ginástica, clubes e clínicas, por exemplo. Também é possível atuar como personal trainer ou até abrir um negócio próprio.

Em geral, a remuneração de ambas é satisfatória, variando de acordo com o nicho de mercado em que o profissional resolve atuar.

Mas atenção: se você pensa que a atuação do profissional de educação física se resume a escolas está enganado! Como até já citamos, é possível migrar para vários outros setores.

Você gosta de esportes radicais? Nesse caso, o setor turístico pode ser a escolha ideal, incluindo desde atividades de entretenimento em hotéis até o acompanhamento de exercícios físicos ao ar livre. Passeios em cavernas, montanhismo e trilhas também são ótimas opções, trabalhando o condicionamento físico e a promoção do turismo ecológico ao mesmo tempo.

O acompanhamento físico voltado para grupos especiais, como idosos, pessoas com deficiências físicas ou mentais e gestantes também é um campo que está em alta para o graduado em Educação Física.