Biomedicina

Como está o mercado de trabalho?

O mercado de trabalho é bem receptivo a esse profissional, uma vez que suas áreas de atuação são numerosas e diversificadas. Ao todo, são 33 áreas de atuação possíveis para o biomédico, segundo o Conselho Federal de Biomedicina. Além disso, a incidência e a diversificação de doenças e epidemias em território nacional fazem com que a atuação desse profissional seja muito valorizada para seu combate.

Em que áreas o profissional formado pode atuar?

As opções de atuação desse profissional são múltiplas, podendo trabalhar desde hospitais e laboratórios a universidades. Patologia Clínica, Microbiologia, Fisiologia, Imunologia, Genética, Toxicologia e Histologia Humana são exemplos de áreas em que esse profissional pode atuar e construir uma carreira de sucesso. Os principais contratantes são laboratórios de análises clínicas, de análise de imagens, de reprodução assistida e vigilância sanitária, além da indústria farmacêutica.

O profissional da Biomedicina pode atuar em vários segmentos compatíveis com a formação obtida no curso, como nas áreas de análises clínicas, toxicológicas, ambientais e bromatológicas, diagnóstico por imagem, reprodução assistida, citogenética, acupuntura, banco de sangue e perfusão extra-corpórea. Pode-se destacar ainda no ensino e na pesquisa em diversas áreas. Veja algumas áreas de atuação:

•    Análise ambiental: fazer análises físico-química e microbiológicas para saneamento do meio ambiente, inclusive de água e esgoto.

•    Análises bromatológicas: estudar as propriedades dos alimentos, composição química e calórica, desde a produção, passando pela coleta e pelo transporte, de modo a garantir que não haja adulteração.

•    Análises clínicas: realizar exames clínicos em laboratórios e hospitais, assinando os respectivos laudos, para identificar agentes causadores de doenças.

•    Anatomia: estudar a estrutura e a forma dos organismos.

•    Biofísica: investigar os processos fisiológicos dos seres vivos, utilizando conceitos da física.

•    Biologia molecular: pesquisar a estrutura e o funcionamento das moléculas de DNA e RNA, das proteínas e dos genes responsáveis pela transmissão dos caracteres hereditários. Atuar nos processos de fertilização para reprodução animal e humana.

•    Bioquímica: analisar o metabolismo dos animais e vegetais, verificando a composição química deles.

•    Biotecnologia: manipular substâncias e microrganismos para a industrialização de alimentos ou fabricação de medicamentos e cosméticos, entre outros produtos.

•    Citologia: estudar a estrutura, a composição e as funções das células.

•    Diagnóstico por imagem: realizar exames que possibilitem diagnóstico por imagens, como ressonância magnética e tomografia computadorizada.

•    Docência e pesquisa: orientar projetos de pesquisa e ministrar aulas teóricas e práticas.

•    Embriologia: estudar a formação dos tecidos e órgãos animais, inclusive humanos.

•    Farmacologia: estudar as propriedades físicas e químicas, os efeitos bioquímicos e fisiológicos e os usos terapêuticos dos fármacos.

•    Genética: pesquisar as leis e os processos de transmissão de caracteres hereditários e o papel dos genes na definição das características de um ser.

•    Histologia: examinar tecidos e órgãos de animais e plantas.

•    Imunologia: investigar o sistema de defesa do organismo humano para a produção de vacinas e medicamentos.

 

Você pensa em ingressar em uma graduação para obter um diploma superior na área de saúde? Já ouviu falar em Biomedicina, mas não está 100% seguro de que é essa sua vocação? Então você chegou ao lugar certo. Aqui, tiraremos todas as suas dúvidas em relação ao curso e à profissão de biomédico!

Nos próximos tópicos, falaremos sobre o curso de Biomedicina na UniNorte, abordando suas principais características, os possíveis campos de atuação e a receptividade do mercado de trabalho. Interessado em conhecer todos os detalhes dessa área tão promissora? Acompanhe!

Afinal, o que é a Biomedicina?

A Biomedicina é a área responsável por pesquisar e entender doenças e epidemias, além de elaborar novas formas de diagnóstico, tratamento e prevenção. É uma profissão fundamental para a produção desse tipo de conhecimento, podendo ser vista como uma mistura entre conceitos e disciplinas de Biologia com conceitos e disciplinas de Medicina.

O foco da profissão é, de fato, a pesquisa dos mecanismos de agressão e defesa do organismo humano, a identificação das causas associadas a enfermidades e o desenvolvimento de medidas de tratamento, como medicamentos e vacinas.

O curso dura em média 4 anos e sua modalidade é bacharelado. Os profissionais diplomados são regidos pelo Conselho Regional de Biomedicina (CRBM). E vale dizer que, no Brasil, a Biomedicina já ultrapassou os 50 anos!

Qual o perfil dos estudantes do curso?

O graduando ideal de Biomedicina é aquele que gosta de investigação e pesquisa. Isso porque estamos falando de um curso e de uma profissão calcados na prática, em que boa parte da carga horária é dedicada a atividades em laboratório. Além disso, depois de formado, o profissional precisa demonstrar uma postura proativa em relação aos avanços da tecnologia e da própria Medicina, fatores que impactam fortemente sua própria atuação. É preciso estar sempre em busca de atualização.

Como você já deve imaginar, todas as ciências da saúde estão em constante transformação. Pense como uma doença X era tratada na década de 1990 e compare com os tratamentos disponíveis hoje em dia. Há uma distância considerável, não é verdade? É preciso lembrar que os conhecimentos a respeito do corpo humano estão em revisão contínua. E o biomédico tem um papel fundamental na construção desses conhecimentos.

Por fim, é essencial saber (ou aprender ao longo do curso, claro) trabalhar em equipe, já que esse profissional não costuma trabalhar isolado. Muito pelo contrário, aliás, ele faz parte de uma equipe multidisciplinar.

Duração:  04 anos

Coordenador (a): Renata da Silva Galvão

 

Renata da Silva Galvão é Biomédica, graduada pela Universidade Paulista-UNIP em 2009 com habilitação em Biologia Molecular. Mestre em Medicina Tropical pela Universidade do Estado do Amazonas, em 2013 com convênio Fundação de Medicina Tropical – Doutor Heitor Vieira Dourado, Manaus, Brasil, parte do grupo de pesquisadores em Hepatites Virais da Gerência de Virologia FMT-HVD. Pesquisadora e responsável técnica em Diagnostico Molecular na Gerência de Patologia da FMT-HVD de 2010 – 2014, atuando principalmente nas pesquisas e diagnostico deLeshimania sp., Papiloma Vírus HumanoHerpes 1 e 2, HHV8, Epstein-Barr, Citomegalovírus, Micobacterium TuberculosesMicobacterium Leprea, H.Pylori e Hepatites Virais.  

Iniciou o Doutorado em 2015 em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia. Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil, qual foi interrompido, tendo seu retorno para Manaus, quando iniciou carreira na docência no Centro Universitário do Norte. UNINORTE, Atuando como líder de extensão, com projeto: Biomedicina em Ação, parte no Núcleo Docente Estruturante do Curso – NDE, participando na fase de reconhecimento do curso com nota 4 pelo MEC, em 2018.2 atuou como participante/ouvinte do Comitê de Ética em Pesquisa- CEP e 2019.1 na Comissão Própria de Avaliação- CPA. Em abril de 2019 assumiu a coordenação de Biomedicina como interina.

Clínica e Laboratório de Biomedicina

Eventos dos alunos de Biomedicina

Cursos de Extensão de Biomedicina

Estágio de Biomedicina

Como é o curso de Biomedicina na UniNorte?

A graduação em Biomedicina na UniNorte é dividida em 8 períodos e tem duração de 4 anos, sendo oferecida nos turnos matutino e noturno. O curso forma profissionais generalistas, tendo uma grade curricular ampla, que engloba disciplinas como Estrutura e Função Humana, Processos Biológicos, Processos Moleculares e Genéticos, Práticas em Biomedicina, Tecnologia Genética, Saúde Coletiva, Medicina Nuclear e Diagnóstico por Imagem.

No fim, para serem aprovados, todos os alunos devem realizar um estágio supervisionado e apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). E saiba desde já: os cursos da UniNorte normalmente têm uma metodologia bastante voltada para a prática e para ações sociais. Pois a Biomedicina não é exceção.

Um exemplo é o programa Biomedicina em Ação, que leva estudantes e professores para trabalhos fora do campus, promovendo atendimentos básicos à população de determinadas localidades. Estamos falando de testes sanguíneos, orientações de higiene e prevenção de doenças. Há também ciclos anuais de palestras para os graduandos, com a apresentação de profissionais sobre a construção de uma carreira na área. Além disso, há ainda minicursos e oficinas direcionados a atuações específicas dentro da Biomedicina.

Por fim, precisamos citar o Laboratório Escola de Análises Clínicas (LEAC). Nele, são oferecidas 500 horas de laboratório a todos os alunos de Biomedicina na UniNorte, com atendimento interno aos colaboradores e até possibilidade de atendimento externo. Essa é uma iniciativa para promover a aproximação entre a universidade e a comunidade onde ela está inserida, mas também uma forma de tornar o estudante o foco da aprendizagem, que já é construída a partir desse viés mais prático desde os primeiros períodos.

Outro diferencial do curso é a parceria que a universidade tem com a Laureate International Universities, rede global de ensino superior com crescente atuação no Brasil. Como há instituições credenciadas em mais de 20 países pelo mundo afora, é sempre possível tentar um intercâmbio. O que acha da ideia?

E então, pronto para garantir sua vaga no curso de Biomedicina na UniNorte para ser um profissional diferenciado? Reflita sobre tudo o que leu aqui e depois entre em contato conosco!

curso de Biomedicina da UniNorte tem como objetivo formar profissionais aptos a uma formação generalista com capacidade para desenvolver ações na atenção básica ou em outros serviços de saúde, nas 4 análises clínicas, toxicológicas e ambientais, na produção e análise de bioderivados, na medicina nuclear e no diagnóstico por imagem e reprodução assistida.

Confira: Guia de Curso- Uninorte Biomedicina